Coaching e Pilates: o que eles têm a ver? – Carlla Zanna

Ao ler o título acima, talvez, você esteja se perguntando: o que é que uma atividade tem a ver com a outra?Descobri que ambas atividades promovem bem estar e distendem o potencial humano. Segundo Joseph Pilates – seu nome dispensa apresentações – o princípio básico para sua técnica é a contrologia, ou seja, controle consciente de todos os movimentos musculares do corpo e a correta aplicação dos princípios de força dos ossos do esqueleto. Coaching, por sua vez, baseia-se na ampliação da consciência para garantir o uso maximizado de todo nosso potencial humano.

Quando descobri isso fiquei intrigada e muito interessada em descobrir maiores correlações entre essas praticas de desenvolvimento. Principalmente quando me lembrei da frase celebre do poeta romano Juvenal – Mens sana in corpore sano – “uma mente sã num corpo são”- o qual propõe a integridade do ser em todos os seus aspectos.

Faz tempo que venho buscando uma atividade física que seja balanceada para meu corpo e mente, proporcione um trabalho de força, alongamento e bem estar.

Depois de tantas recomendações e tendo a oportunidade, resolvi começar a fazer Pilates, uma atividade física que propicia um sistema completo de condicionamento físico e reeducação postural.

Muito intenso e centrado, o Pilates trabalha cada músculo e parte de meu corpo de forma focal e individual, atingindo o que realmente preciso para alcançar os meus objetivos. Embora seja um grupo de 4 alunos, existem 2 professores para nos atender e acaba sendo um momento muito personalizado para cada um que está participando.

Outro dia, enquanto fazia meu exercício para fortalecer o músculo abdominal – alias, utilizamos muito a força abdominal para todos os exercícios, o coaching me veio à cabeça. Uau, foi um insight e uma sensação de  bem estar. Pensei que enquanto me concentrava para trabalhar aquele músculo, havia uma pessoa ao meu lado, apoiando e orientando-me para que o exercício fosse bem realizado e eu conseguisse, aos poucos, atingir o meu objetivo de fortalecimento daquela musculatura. Algo personalizado e para atender a minha necessidade.

No coaching também trabalhamos com foco na necessidade do aprendiz e isto é feito em fases até que a necessidade amadureça e as mudanças possam ser sentidas, vividas e transformadas em uma nova realidade conforme o desejo do cliente.

Como coach, acompanho,  apoio e questiono o aprendiz para que ele mesmo perceba se está seguindo o sentido desejado para alcançar seu objetivo principal.

No coaching, a musculatura é representada pela competência que trabalhamos como cliente e, assim como no Pilates e também em outras atividades físicas, é preciso se exercitar  para fortalecer o músculo (no exercício físico) e a competência comportamental (em Coaching).

Outro ponto importante é a continuidade e frequência semanal ou quinzenal para a efetivação e manutenção de suas conquistas. É sempre importante resgatar o material utilizado no processo para que esteja fresco na memória e em prática em suas atitudes diárias. Para haver uma transformação precisamos desta constância e disciplina, assim como no exercício físico.

Conectar o Coaching e o Pilates foi uma descoberta muito boa para mim e nas minhas aulas eu sou a aprendiz e com muito prazer. Aprendo, troco com a professora, me esforço para realizar o que procuro. Muito gratificante também poder ver a evolução dos resultados que são visíveis a cada aula. Vou me sentindo mais preparada, segura e o impacto final impacta a minha  autoestima, de que sou capaz e, com esforço e dedicação, os resultados são possíveis.

E você, anda se exercitando para manter sua forma física e bem estar, ou para aprimorar suas competências e se tornar uma pessoa e profissional cada vez mais bem preparado?

https://meusucesso.com/artigos/empreendedorismo/coaching-e-pilates-o-que-eles-tem-a-ver-carlla-zanna-1002

Endereço
Rua Osório Duque Estrada, 35 Paraiso - São Paulo
11 2386-9717 | 11 3052-4192 11 98508-2713
contato@omega4.com.br